origem das coisas
A Origem das Coisas

Quando, Onde, Como, Por Quem…

 
   

A mais antiga referência relacionada com qualquer mistura para a limpeza dos dentes aparece num manuscrito egípcio do século IV a.C.. Os ingredientes incluíam flores que seriam esmagadas em conjunto com pimenta, sal e folhas de menta. Desconhece-se como seria aplicado (talvez com panos) mas de certeza que o sabor não seria muito agradável.

Desde essa altura existiram outras fórmulas de cremes dentais. Alguns manuscritos revelam a existência de cremes dentais na América do século XVIII, feitos de pão queimado. Outros cremes dentais incluíam resina, alúmen e canela. Possivelmente uma variedade de ervas eram também empregues.

Durante o século XIX, a pasta de dentes tornou-se popular no Reino Unido. Era feita de sal ou giz. A história do creme dental indica que até mesmo carvão vegetal foi usado como pasta de dentes.

Mas a verdadeira pasta de dentes nasceu do engenho do dentista americano Dr. Washington Sheffield. Em 1850 desenvolveu um pó para limpar os dentes que se tornou muito popular entre seus pacientes. O seu filho, Lucius, que também era dentista, ajudou o pai a aperfeiçoar a fórmula, nascendo assim o Creme Dentifríco Dr. Sheffield, aquela que pode ser considerada a primeira pasta de dentes da humanidade.

Apesar disso, só em em 1892 é que a pasta de dentes do Dr. Sheffield começou a ter algum sucesso. O que contribuiu para isso foi a nova invenção do Dr. Washington Sheffield: um tubo flexível para o armazenamento da pasta de dentes.

Esta sensacional invenção foi aproveitada mais tarde pela Colgate & Company, que criou a sua marca de pasta de dentes e a lançou em 1896 com o nome de Colgate Ribbon Dental Cream.

Colgate Ribbon Dental Cream (1933 ad)

Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial o tubo de creme dental inventado por  Sheffield generalizou-se pela população. Chegando-se à década de 1950, os dentífricos de flúor tinham ganho ampla aceitação. A primeira pasta de dentes com flúor aprovada como clinicamente segura foi a Crest with Fluoristan produzida pela empresa Procter & Gamble em 1955.

Dessa altura até hoje pouco mudou. Existem agora dezenas de marcas disponíveis por todo o mundo e todas elas usam flúor, por ter sido provada a sua eficácia na  prevenção das cáries. Existem também pastas que ajudam a branquear os dentes e a dar melhor hálito, bem como diversos sabores e cores à escolha.

Apesar de ainda existirem alguns críticos que afirmam que a pasta dentífrica não é a melhor forma de higienizar e limpar os dentes, a verdade é que nas sociedades modernas ela já se tornou uma parte integrante da higiene pessoal.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.0/10 (12 votes cast)
A Origem da Pasta de Dentes, 8.0 out of 10 based on 12 ratings

One Response so far.

  1. Vanderley Junior diz:

    Muito obrigado!
    Ajudou muito na minha pesquisa geral sobre reações
    químicas!
    Valeu :)