origem das coisas
A Origem das Coisas

Quando, Onde, Como, Por Quem…

 
   

A marca de refrigerante Fanta foi criada na Alemanha nazi no ano de 1941.

Durante a Segunda Guerra Mundial estava em vigor uma política de proibição de entrada de produtos e mercadorias naquele país, o que impediu que a fábrica alemã da Coca-Cola recebesse a matéria-prima para a preparação da Coca-Cola, ficando assim sem hipótese de continuar a sua produção normal.

Havia duas hipóteses: encerrar a fábrica enquanto faltassem os ingredientes base para a confecção do produto principal ou então encontrar novos produtos que permitissem manter a fábrica operacional e para os quais existisse matéria-prima disponível na Alemanha.

A administração da fábrica, através de Max Keith, que era chefe de produção, deu o aval à criação de um produto novo tentando que a empresa não fosse obrigada a parar a sua actividade. Essa tarefa foi entregue ao químico alemão Schetelig que, após algumas tentativas, conseguiu criar um refrigerante de cor amarelada e com sabor a maçã.

Como todos os produtos novos, este também precisava de um nome. A forma de o encontrar foi através do lançamento de um concurso entre os funcionários da empresa. O vencedor foi um vendedor, de nome Joe Knipp, que inspirado na palavra alemã “Phantastischen”, (que significa “Fantástico”), reduziu-a e baptizou a nova bebida de Fanta. O facto de ser foneticamente ideal para várias línguas e de fácil pronúncia foi o factor decisivo para ser o nome escolhido.

Devido às restrições durante o período da guerra, a sua confecção estava muito dependente dos ingredientes disponíveis, que não eram abundantes e variavam bastante. Aproveitavam-se sobras do fabrico da cidra (fibra de maçã) e até um subproduto da produção de queijo (soro de leite). Por este facto, o novo produto não conseguiu criar uma identidade definida, sendo constantemente alterado no seu sabor. Apesar disso e muito graças à enorme capacidade de propaganda do regime nazi, a bebida alcançou rápido sucesso junto do povo alemão.

Publicidade à Fanta (1942)

Foi só mais de uma década após o final do conflito mundial que a Fanta voltou a aparecer no mercado e que começou a definir a sua identidade e a conquistar o resto do mundo.

Em 29 de Abril de 1955 a fábrica italiana da Coca-Cola, em Nápoles, alterou o sabor da Fanta para uma mistura de malte e laranja, sendo este o sabor que acabou por ficar mundialmente conhecido. A primeira incursão da nova versão da Fanta foi no mercado japonês em 1958. Foi aceite com sucesso e logo no ano seguinte chegou aos Estados Unidos, dois anos depois à Argentina e em 1964 chegou ao Brasil.

Presentemente a Fanta está disponível em 187 países e é a terceira marca da Coca-Cola Company com maior volume de vendas.

Curiosidades:

– Durante a Segunda Guerra Mundial a Fanta foi comercializada unicamente no mercado germânico.

– Actualmente existem cerca de 92 sabores diferentes de Fanta, que estão ou não disponíveis conforme a cultura e hábitos do país a que se destinam.

– Inicialmente o refrigerante era feito com adoçante, passando mais tarde com açúcar de beterraba.

Categoria(s): Bebidas

Tags: